feminismoTempos difíceis estes, de grande intolerância. Antigamente (e ingenuamente) eu acreditava que a ignorância era o principal fator que justificava a intolerância (hoje sei que o problema não é ignorar, mas acreditar que não se ignora). Ingênua ignorância minha, havia esquecido os privilégios… Tempos difíceis, onde se confundem fatos com interpretações e, não se permite uma fresta de espaço para a empatia (aquele raro exercício de se colocar no lugar do outro). Chega dá medo se expressar, já sabendo que entre o que foi escrito e o que será interpretado (abismo), talvez nada agradará…

(…)

Mas como não posso, não deixar de me posicionar (sob pena de me posicionarem onde eu não quero), declaro: sou feminista (ou ao menos, tento prestar atenção nos meus privilégios enquanto homem, para não replicar preconceitos)! E por quê? Não simplesmente porque sei que o machismo mata (e só isso já basta)! Mas porque também tenho mulheres na família… e sei (exercício de empatia) que elas não podem andar sozinhas pelos caminhos que a luz do dia (pois a noite, nem pensar!) eu me perco; pelo simples fato de serem mulheres. Por isso, para elas, eu desejo equidade (igualdade com justiça), a todas as mulheres do mundo. E enquanto este dia não chega, até lá, continuo prestando atenção nos privilégios que tenho enquanto homem, sem esquecer que sou filho de uma mulher…

Para saber mais sobre feminismo, recomendo (e também agradeço) Alex Castro: Feminismo para homens, um curso rápido.

Anúncios

Um comentário sobre “Sobre feminismo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s