Sobre poesia (continuação)…

Vice e versa…

Será que o Sol é a Lua invertida?
Não sei! A Lua o contrário do Sol?
Talvez! E se juntos for(m)em um só,
orgulhosos de intrigas fingidas?

Orbitando paixões omitidas,
até que em fuga sem sentido,
se notam um por outro (a)traídos,
tão longe e tão perto, sem saída…

Sei que fosse eu o seu avesso,
seu coração tentaria tocar.
E fosse você o inverso meu,

certamente o meu iria iluminar.
Pois só, reflito fases do seu,
luz que me cega frente e verso.

Anúncios